comida

O novo restaurante da cidade tem uma decoração inspirada no mar e nas oficinas

A Oficina do Peixe abriu a 8 de fevereiro, junto à Avenida Luísa Todi. Tem de provar os salmonetes com molho dos fígados.
Há rodas suspensas na parede.

Há mais um spot de peixe grelhado em Setúbal. A Oficina do Peixe abriu no dia 8 de fevereiro, sábado, no número 33 da Rua Guilherme Gomes Fernandes perto da Avenida Luísa Todi. Antigamente, naquela zona da cidade junto às docas havia várias oficinas de automóveis e também a chamada Balança, onde os pescadores pesavam o pescado que traziam do mar.

É por isso que o novo restaurante se chama Oficina do Peixe. Além do nome, a decoração da responsabilidade do criativo setubalense João Maria é inspirada nas oficinas e no mar. Há rodas suspensas no teto, os candeeiros são redes de pesca e os talheres têm a forma de ferramentas. O papel das paredes imita as chapas e as casas de banho têm pendurados os típicos calendários das oficinas.

A grande especialidade é o peixe grelhado no carvão pescado na costa do rio Sado. Na montra pode encontrar uma grande variedade de espécies, com destaque para os salmonetes, acompanhados com o molho dos fígados. O peixe é vendido ao quilo e inclui sempre a batata cozida e a salada.

Na mesa do novo restaurante também não podiam faltar as doses de choco frito. Só que neste caso, além da batata cozida e da salada, o prato é servido com a ova do choco e um molho caseiro. Dá para duas pessoas e custa 15,50€.

Dos pratos de tacho, as grandes estrelas da casa são a açorda de lavagante e a cataplana de cherne, ambas para duas pessoas. O preço ronda os 32€. Para famílias com miúdos há algumas opções de carne como o bife à Oficina, bitoques e bife com frutas.

A carta de bebidas tem vinhos de várias zonas do País, cerveja artesanal da Franziskaner e o Bio Coffee da Delta Cafés. Antes de pedir a conta, não deixe de provar uma das sobremesas caseiras, como a tarte de maçã ou requeijão e a sericaia. O pudim chega num copo e faz lembrar as receitas das nossas avós.

Açorda de lavagante.

Os setubalenses Rita Correia, 36 anos e Fábio, 34, são os responsáveis pela Oficina do Peixe. Desde miúdos que estão ligados ao mundo da pesca. Fábio é pescador e Rita sempre ajudou os pais no restaurante da família. 

“Estando os dois ligados a este ramo, decidimos criar um conceito onde pudéssemos oferecer qualidade e uma comida de conforto aos clientes, num ambiente familiar e ao mesmo tempo elegante e simples”, conta à New in Setúbal Rita Correia. O restaurante tem uma esplanada exterior, com capacidade para 24 clientes. A sala interior tem 44 lugares.

Quem manda nisto tudo

Nome: Rita Correia
Idade: 36
Prato favorito: Salmonetes 
Guilty pleasure: Pé de salsa
Convença-nos a visitar o espaço: “Venha provar as nossas especialidades de peixe diretamente do barco para a mesa, num espaço acolhedor e com preços acessíveis”. 

tags: choco frito, novidade nis, Oficina do Peixe, peixe grelhado, salmonetes, setúbal

localização, contactos e horários

morada
  • Oficina do Peixe [ver mapa]
    Rua Guilherme Gomes Fernandes, 33
    2900-395 Setúbal
site e redes sociais
horários
  • Todos os dias
  • Das: 12:00
  • Às: 22:00

ficha técnica

aceita reservas?
Sim
esplanada?
Sim

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal