comida

O Madia leva-o numa viagem gastronómica a Itália sem sair de Setúbal

O restaurante abriu no dia 30 de abril na Rua Guilherme Gomes Fernandes. Tem as famosas bruschette, pizzas e cervejas.
Giacomo Pazzarelli é o italiano responsável pelo Madia.

Giacomo Pazzarelli, de 32 anos, é de Montecosaro, Itália, e veio com a bagagem cheia de história e tradições para partilhar com os portugueses. Foi morar para Lisboa, em 2016, onde trabalhou como cozinheiro e chefe de cozinha em alguns restaurantes, com o objetivo de juntar dinheiro para lançar o seu próprio negócio.

Começou por abrir, com o seu sócio, uma pizzeria na Costa da Caparica, que foi um negócio arriscado porque não sabiam como seria recebido pelos portugueses. “Ficámos muito surpreendidos com a adesão porque a nossa pizza é diferente das que se comem aqui em Portugal”, conta o italiano à NiS.

Neste momento, o restaurante na Costa da Caparica já não lhe pertence, mas com o seu sucesso, acabou por abrir o Madia no número 12 da Rua Guilherme Gomes Fernandes em Setúbal, no passado dia 30 de abril. Atualmente, ainda reside em Lisboa, mas é só uma questão de tempo. “Setúbal é uma cidade muito linda. Vejo-me, claramente, a viver aqui”, confessa.

Giacomo Pazzarelli tinha o objetivo de oferecer aos clientes uma experiência completamente italiana, não só pela comida, como também pelo ambiente do espaço. É com o nome do restaurante que iniciamos esta viagem por Itália. Madia é uma peça de mobília que, antigamente, era usada para fazer pão e pizza, e armazenar farinha e levedura. Levantava-se a tampa e era ali que se amassava a massa.

A família do italiano tinha uma em casa, à qual quis fazer uma homenagem e, por isso, trouxe a sua de Itália e colocou-a no restaurante. Pode vê-la no espaço quando passar por lá.

Quanto à decoração, o italiano quis deixar o restaurante simples e elegante, com alguns detalhes que o tornam rústico, tendo o desejo de fazer com que o cliente se sinta em casa. Um dos aspetos que destaca é o facto de a cozinha ser ampla e aberta. “Normalmente as cozinhas são fechadas e só se veem os pratos a sair. Eu quis deixá-la totalmente aberta para poder ter contacto com os meus clientes”, indica.

A ementa conta com várias iguarias confecionadas com produtos exclusivamente italianos. Nas entradas temos as famosas bruschette, com tomate, cebola e manjericão (4,50€), com tapenade (5€), com ricota, salmão fumado e pimenta rosa (5€), com salsiccia, mozzarella e truffa (5,50€), com stracciatella e anchovas (5,50€), e com gorgonzola, nozes e mel (5,50€). Pode também pedir uma tábua de mozzarella de búfala e tomate (7,50€), de burrata, prosciutto di Parma e azeitonas (11,50€) ou tábuas mistas de queijos italianos, entre os 9€ e os 12€.

No que diz respeito às pizzas, o difícil vai ser mesmo escolher. Há pizzas mais simples, como a Marinara (6,50€), só com alho e orégãos ou a famosa Margherita (8,50€), com fiordilatte (queijo italiano) e manjericão. Se preferir pizzas com mais ingredientes, pode optar pela Capricciosa (11,50€), que tem fiordilatte, cogumelos, alcachofras, fiambre e azeitonas.

Caso goste de algo mais picante pode pedir a Diavola (12,50€), que leva fiordilatte e salame picante. Há também a Parmigiana (11,50€) com fiordilatte, beringela, courgette, pimento vermelho, salsa e alho. O destaque vai para a pizza Madia (13€), com burrata, anchovas, rúcula e tomate confit. Pode conferir o resto da ementa na página do Instagram da Madia.

Para acompanhar a refeição pode ainda degustar cervejas italianas (3,50€), sangrias (desde 12€), sumos naturais (2,50€) e vinhos portugueses e italianos, a copo (3,50€) e à garrafa (desde 12€). Para terminar, não podiam faltar as sobremesas italianas tiramisu (5,50€), panna cotta (4,50€) e affogato (4€) e ainda as pizzas de Nutella (5,50€) e de maçã e moscatel (5,50€).

Giacomo Pazzarelli sempre esteve familiarizado com a restauração, uma vez que a mãe é cozinheira e o pai é barista, mas quando era mais novo, nunca pensou que iria abrir um restaurante de pizzas porque adorava cozinhar outro tipo de comidas, usando panelas e frigideiras. Hoje, é feliz, tem o seu negócio em Setúbal e promete trazer um bocadinho de Itália a todo os que visitarem o Madia. O restaurante está aberto quinta e sexta-feira, das 18 às 23 horas e sábado e domingo, do meio-dia às 15 horas e das 18 às 23 horas. 

Quem manda nisto tudo?

Nome: Giacomo Pazzarelli
Idade: 32
Prato favorito: Ravioli com manteiga e salvia
Guilty pleasure: Ouvir música dos anos 60/70
Convença-nos a visitar o espaço: “Um salto em Itália”.

Percorra a galeria para conhecer melhor o Madia.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. Guilherme Gomes Fernandes, 12, Setúbal
    2900-395 Setúbal
  • HORÁRIO
  • Quinta e sexta-feira das 18h às 23h
  • Sábado e domingo das 12h às 15h e das 18h às 23h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
italiana

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA