comida

No sábado há queimada galega no Bardo Taverna Medieval

À meia-noite pode beber a poção mágica preparada pelo druida e libertar as energias negativas.

A queimada é de entrada livre.

O restaurante chama-se Bardo Taverna Medieval, fica junto à Casa da Cultura e é o único espaço da cidade, que recria o universo celta. Dos pratos, aos rituais e à decoração, tudo tem um toque medieval.

Este sábado, 22 de setembro, perto da meia-noite vai haver a queimada do outro mundo ou queimada galega. A tradição do norte do País consiste na recitação de uma reza, o chamado esconjuro pela figura do Bardo (antigo trovador) enquanto o druida faz uma poção mágica na panela. A entrada é livre e a poção é gratuita. Todos os participantes são convidados a provar a bebida forte e o objetivo é que as energias negativas sejam eliminadas nessa noite.

Andreia Leitão, 41 anos, é apaixonada pelas tradições medievais. Depois de estar ligada a um negócio de peixe assado, juntamente com o marido, Paulo Conceição, 38 anos, igualmente amante das temáticas históricas, decidiu criar a taverna em agosto de 2017. “Primeiro porque gosto da época medieval e por considerar que fazia falta um restaurante deste género, uma vez que Setúbal é a sede da Ordem de Santiago”, conta à New in Setúbal.

A ementa da casa é focada nos petiscos e só tem iguarias próprias do tempo medieval. É obrigatório provar a sandes medieval (6,5€), carne de vaca confecionada em cerveja, o pão do caminhante (7,5€), pão árabe com frango, espinafres ou vegetariano e o tachinho do lavrador (6,5€), lombinhos de porco com molho de mostarda, acompanhados com açorda de volta.

Para beber, arrisque no hidromel, a primeira bebida alcoólica produzida pelo Homem. A bebida histórica é uma fermentação simples do mel em água e tem duas versões: o hidromel à pressão ou viking (3,5€) e o hidromel celta (3€).

Se quiser terminar bem a viagem pela gastronomia medieval, tem mesmo de experimentar as sobremesas, ou melhor, os “sobejos”. O froutours (2,5€), maçã frita em massa de cerveja com compota de maçã e canela, o bolo de pão (2,5€) e o manjar (2,5€), doce conventual à base de amêndoa e ovo.

A decoração em madeira recria um salão de festas medieval.

Além da queimada galega, a taverna organiza outros eventos como o feitiço da lua em noites está cheia, comemorações do ano celta, ceias de Halloween, festas viking, recriações históricas, dança e música ao vivo.

A decoração do espaço, de 80 metros quadrados, é em madeira e procura recriar um salão de festas medieval. Há muitos elementos da Ordem de Santiago, como espadas, escudos e cruzes. Alguns dos objetos foram oferecidos por clientes.

O restaurante recebe todo o tipo de público, desde miúdos, jovens e pessoas mais velhas. “Há muita gente do norte e sul do País, que vêm de propósito só para conhecer o espaço”, explica Andreia Leitão. Além dos portugueses, há também alguns turistas franceses, espanhóis, alemães e americanos, que não resistem ao sabor da sandes medieval.

Quem manda nisto tudo?

Nome: Andreia Leitão
Idade: 41
Prato favorito: Pão do caminhante
Guilty pleasure: Farófias
Convença-nos a visitar o espaço: “É um espaço único de convívio e uma nova experiência”

tags: bardo, Bardo Taverna Medieval, Casa da Cultura, druida, hidromel, queimada galega, sandes medieval

localização, contactos e horários

morada
  • Bardo Taverna Medieval [ver mapa]
    Rua Detrás da Guarda, 20
    2900-347 Setúbal
site e redes sociais
horários
  • Segunda a sexta
  • Das: 12:00
  • Às: 15:00
  • Das: 18:00
  • Às: 02:00
  • Sábado e domingo
  • Das: 16:00
  • Às: 02:00

ficha técnica

intervalo de valores
Entre 10€ e 20€
wifi disponível?
Sim
aceita reservas?
Sim
esplanada?
Sim