comida

Kefir: nem imagina os benefícios deste superalimento

Parece uma mini couve flor, mas tem um sabor mais azedo e uma lista infindável de qualidades. 

Se não conhece, não sabe o que está a perder.

O mundo saudável tem cada vez mais adeptos, mas também mais tendências. Uma delas é o kefir que, embora se tenha destacado no final do ano passado, só agora começou a fazer parte da maioria das dietas. A razão é simples: é um alimento que produz efeitos benéficos para a flora intestinal. 

Este superalimento é originário do Cáucaso, uma região da Europa oriental e da Ásia ocidental, entre o mar Negro e o mar Cáspio.

“Na prática, o kefir é uma bebida fermentada produzida a partir de grãos de kefir, que são uma combinação de bactérias e leveduras. Estes grãos, que parecem uma couve flor, costumam ser adicionados a leite animal (de vaca, ovelha ou cabra) ou bebidas vegetais (mas existe também kefir de água)”, explica à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Trata-se de um alimento probiótico, que é muitas vezes comparado ao iogurte. Ou seja, contém microorganismos benéficos para o organismo. Contudo, a sua consistência é mais líquida e o sabor mais azedo. 

Segundo a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista“, este super produto lácteo ajuda a regular o trânsito intestinal, estimula as defesas naturais do organismo, combate a osteoporose e tem propriedades anti-bacterianas. E a lista de vantagens continua: pode melhorar os sintomas de alergias e asma, alguns problemas gastrointestinais e problemas de pele, como acne, psoríase e eczemas.

Em valores nutricionais, 100 gramas de kefir significam 40 calorias, 0,88 gramas de lípidos, 4,79 de hidratos de carbono e 3,31 gramas de proteínas.

Como é que pode consumir este alimento?

Pode ingerir este produto lácteo misturado com iogurte, por exemplo. 

Se preferir, pode optar por uma das bebidas mais famosas do mundo fit: um smoothie com kefir (uma chávena), banana (uma madura) e morangos congelados (meia chávena). Stevia e sementes de chia são ingredientes opcionais. Depois, basta colocar tudo numa liquidificadora e triturar até ficar com uma mistura homogénea. Deixa refrigerar e bebe.

O kefir está à venda nos supermercados, como o Continente, por 1,39€, ou o Jumbo, por 2,19€. Mas também é pode fazer a sua própria versão em casa.

“Basta ter os grãos de kéfir, colocá-los num jarro de vidro juntamente com o leite até encher, aproximadamente, três quartos do jarro. Depois, deixa repousar a temperatura ambiente durante 24 horas para que a fermentação aconteça.  Mas atenção: por cada duas chávenas de leite, deve colocar apenas duas colheres de sopa de grãos de kefir”, diz à NiT Bárbara de Almeida Araújo.

O site “kefirko” tem kits com o jarro e grãos a partir de 50€. Só os grãos de kefir orgânicos de água custam 21€ — são embalagens de 15 gramas que, depois de desidratadas, constituem 30 gramas de grãos de kefir de água frescos.

tags: alimentação, alimentação saudável, alimento, Bárbara de Almeida Araújo, benefícios, kefir, manias de uma dietista, produto lácteo, superalimento, vantagens

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal