comida

Há um truque infalível para escolher a melhor melancia do supermercado

E não é o método dos nossos avós, que consistia em bater na fruta. Explicamos-lhe tudo ao pormenor.

A melancia tem várias características vantajosas: além de ser considerada uma das frutas menos calóricas — com apenas 26 calorias por cem gramas —, é muito rica em água, em várias vitaminas e minerais e possui um antioxidante muito forte — o licopeno. É por isso que esta fruta é a protagonista do verão e está sempre no carrinho do supermercado. A única parte triste é quando chegamos a casa e percebemos que não escolhemos a melhor. Mas não tem de ser assim.

É certo que escolher uma melancia não é tão fácil como as outras frutas. Não podemos simplesmente apertá-la, como fazemos com um kiwi, por exemplo, e perceber se está ou não madura. No entanto, há vários sinais que nos podem apontar se estamos fazer uma boa escolha ou nem por isso.

Em entrevista à revista americana “Self“, Katy Green, inspetora do Whole Food Market, revelou quais são os melhores truques e garante que não é bater na melancia, que é algo que os nossos avós faziam.

“Um melão mau pode ser um que foi colhido cedo demais ou tarde demais, mantido durante muito tempo após a colheita ou manuseado de forma inadequada”, explica Green. Cascas suaves, cores acastanhadas ou manchas ou cicatrizes excessivas podem indicar que não será uma melancia saborosa. Mas há mais.

Boas melancias devem ter uma casca brilhante e uma mancha dourada

De acordo com a especialista, uma forma infalível de encontrar a melhor melancia é tentar encontrar uma mancha dourada ou amarelada na casca, os chamados pontos de terra.

“Durante o processo de crescimento, esses pontos começam brancos e gradualmente mudam de cor à medida que o teor de açúcar aumenta. Quando eles chegam a um tom dourado, isso significa que eles amadureceram completamente e estão prontos para serem colhidos”, diz.

Outro indicador é a casca ser firme e brilhante. Ser mais pesada também pode querer dizer de que será melhor. As melancias têm uma espécie de caule e, segundo Katy Green, se eles forem duros, encaracolados e verdes significa que está perante uma boa melancia.

“Evite melancia com o caule em tons acastanhados, isso pode ser um sinal de envelhecimento”, alerta.

Agora que já sabe escolher a melancia, além de a comer na sua forma natural, há outras receitas que pode fazer com esta fruta. Carregue na galeria e tome nota de algumas sugestões.

tags: alimentação, alimentação saudável, escolher a fruta, melancia, truque

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal