comida

Confeitaria d’Arrábida encerra temporariamente a loja do Viso

Vai reabrir a 28 de junho. O segundo espaço, inaugurado em 2021, no Bairro do Liceu, vai funcionar a 100 por cento.
Vai ter uma nova imagem.

Ser setubalense e não conhecer a Confeitaria d’Arrábida é igual a ser de Cascais e não mergulhar no Guincho ou viver em Itália e nunca provar uma pizza. A marca é uma referência desde 2013 — embora a pastelaria exista desde 1999, na altura, com outro nome — e milhares de pessoas que visitam a cidade não se vão embora sem provar os vários produtos inconfundíveis.

O espaço no bairro do Viso encontra-se temporariamente fechado, até 28 de junho, para uma remodelação. “Vamos abrir um espaço todo renovado, com uma nova imagem. Estou há 25 anos em Setúbal, se sentir que não estou bem naquela que é a minha própria casa, não estou bem a trabalhar. É algo que vai corresponder à qualidade dos nossos produtos de excelência. Com novo rigor, perfecionismo e outra amostragem e apresentação. A atmosfera tem de ser diferente”, diz o responsável Ricardo Amante à NiS.

Apesar da renovação, a empresa não quer “crescer a curto prazo”, mas pretende “fortalecer a marca”, sem nunca “desiludir o cliente”. O projeto foi criado por Tânia e Ricardo Amante. Apaixonados pela área de pastelaria, o casal fundou a Confeitaria d’Arrábida em 2013, que se tornou uma referência na cidade. Desde o início que o conceito do negócio passa por conciliar a pastelaria tradicional com a moderna.

Além do espaço que vai ser remodelado, no Viso, têm outra loja no bairro do Liceu. “Procuramos ser uma pastelaria com bases tradicionais, mas aplicando os sabores e as técnicas atuais, onde tudo o que vendemos é feito por nós. Com esta loja, a nossa ideia foi criar um espaço como se fosse a nossa própria casa, onde recebemos os nossos amigos”, explicou, na altura.

Para o próximo ano, é possível que nasça um novo espaço da marca na cidade. Enquanto não reabre a loja do Viso, pode continuar a fazer encomendas através do site, do Instagram e do Facebook, bem como pelo contacto 265 552 545.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA