comida

Chakall: “O Mercado do Livramento e a gastronomia de Setúbal são únicos”

A New in Setúbal falou com o chef argentino, que confessou ter uma “relação especial com a cidade”.
O chef visitou o Mercado do Livramento no início do mês. Foto: CMS.

Em jeito de antecipação da Feira de Sant’Iago, o conhecido chef Chakall visitou o Mercado do Livramento, onde elegeu os produtos regionais, que usou no showcooking que fez no evento, no passado domingo, 21 de julho. O momento de degustação e prova de vinho decorreu no pavilhão do município de Setúbal, na entrada principal da Feira de Sant’Iago.

À margem da sessão de culinária ao vivo, com inscrições totalmente esgotadas, um dos chefs mais famosos do mundo esteve à conversa com a New in Setúbal sobre a sua ligação com a cidade e os spots favoritos. A residir em Portugal há alguns anos, esta não foi a primeira vez que Chakall esteve na cidade do Sado, que gosta de visitar para colher inspirações para receitas novas.

“Adoro passear na Serra da Arrábida, Tróia, Forte de São Filipe, zona histórica da Baixa e frente ribeirinha”. Diz que é no Mercado do Livramento, que estão “os produtos mais frescos e de qualidade”, que rivalizam com os estrangeiros. O argentino recordou ainda a sua passagem por Setúbal, para entregar o prémio das “7 Maravilhas da Gastronomia” de Portugal, atribuído à sardinha assada, em 2011.

Foi também durante a visita ao Mercado do Livramento, que o chef se inspirou para criar uma bebida cem por cento setubalense, à base de moscatel. O Setúbal Tónico, ou “moscatónico”, como o batizou, foi apresentado pela primeira vez no showcooking. Leva lima, zimbro, gelo picado, água tónica de hibiscos e o Malo Moscatel de Setúbal Superior 2009, produzido pela adega Malo Tojo Estates, em Azeitão.

Para o menu de degustação, o chef confecionou ostras do Sado, da marca Découverte com molho crioulo de coentros e ainda torricados de conservas Belmar, de sardinha em azeite e limão. Para finalizar, como sobremesa, os participantes provaram peras bêbedas em moscatel, com natas, açúcar, molho mascarpone, casca de lima e queijo de Azeitão, da Queijaria Simões.

Foi no Mercado do Livramento, que Chakall teve a ideia de criar o Setúbal Tónico. Foto: CMS.

O chef argentino, de 47 anos, nasceu em Tigre, Buenos Aires, em junho de 1972. Cresceu na cozinha do restaurante da mãe, onde também serviu às mesas. Ao longo da sua carreira, tem participado em vários programas de televisão e showcookings. Conta com vários restaurantes, em Lisboa e muitos livros editados, da sua autoria.

tags: Chakall, Entrevista, Feira de Sant’Iago 2019, Mercado do Livramento, Setúbal Tónico, showcooking