comida

Baía do Sado: aqui há canja de garoupa

O restaurante, na Avenida José Mourinho confeciona esta sopa única que também pode ser de robalo.
O espaço tem vista para as docas.

“Setúbal Terra de Peixe” é um dos slogans da cidade do Sado. Praticamente todos os restaurantes têm na carta várias especialidades de peixe fresco todo o ano. O robalo e a garoupa são duas opções famosas. Mas e se lhe dissermos que em vez da galinha pode comer uma canja de garoupa ou robalo?

A Baía do Sado, na Avenida José Mourinho é um dos poucos restaurantes a confecionar esta receita. O prato para duas pessoas custa 30€, é feito com o caldo do peixe e leva arroz, cenoura e hortelã.

O polvo à lagareiro com batata a murro, azeite, alho e cebola (15€), o esparguete frito com camarão, ervas finas e queijo parmesão (13,50€) e o caril de gambas tailandês com frutas, compota de manga e vinagrete (14,50€) são as outras estrelas da ementa. Sem esquecer o peixe da época acompanhado pela açorda de ovas ou arroz de lingueirão.

Como entradas pode experimentar o camarão ao alhinho, amêijoas ou navalhas à bulhão pato e as sardinhas de escabeche. Os preços vão dos 4€ aos 13,50€. Outra das especialidades são os pratos de tacho. Há arroz de marisco (40€/duas pessoas), cataplanas (30€), caldeirada mista (30€), ensopado de enguias (30€). Claro que também há choco frito (15€/dose).

Caso prefira um bom naco de carne há alternativas, como o bife à portuguesa, escalopes com cogumelos, ambos a 14€ e as febras a 10€. Se não quiser furar a dieta tem duas opções vegetarianas mais saudáveis: o ratatouille e o strogonoff a 9€.

A carta de vinhos conta com referências de todo o País, com destaque para a Casa Ermelinda Freitas, em Palmela. As sobremesas são todas caseiras e a lista é extensa. A chefe recomenda farófias, delícia de chocolate com bola de gelado de baunilha, tarte de maçã, manjar do abade (doce conventual), bolo de bolacha e os cheesecakes diversos. Os preços vão dos 2,50€ aos 4,50€.

O restaurante abriu em 2007, tem vista privilegiada sobre as docas, duas esplanadas e uma sala interior. Eduardo Carvalho, 64 anos, é o proprietário do espaço. Antes de vir para Setúbal esteve na Suíça, Holanda e Estados Unidos. Quando regressou abriu uma pastelaria no Largo da Misericórdia chamada Genève.

Atualmente é o sobrinho Márcio Gomes, 23 anos, que é um dos responsáveis da Baía do Sado. “A nossa casa é muito famosa pelo peixe grelhado no carvão, choco frito e pratos de tacho além da excelente vista sobre o Rio Sado”, conta à New in Setúbal.

Os salmonetes com molho dos fígados são uma das especialidades.

A decoração é inspirada no mar, com várias imagens de Setúbal e apontamentos náuticos. Na sala interior, o que se destaca é um grande painel de azulejo pintado à mão, da autoria de Paulo Filipe (2006). A imagem representa a zona ribeirinha de Setúbal no passado.

Durante o ano, o espaço recebe os clientes habituais, pessoas que vêm de propósito de Lisboa e alguns espanhóis, franceses e ingleses. Todos procuram os pratos de peixe grelhado e o choco frito.

Quem manda nisto tudo

Nome: Márcio Gomes
Idade: 23
Prato favorito: Esparguete frito com camarão
Guilty pleasure: Delícia de chocolate
Convença-nos a visitar o espaço: “Venha à Baía do Sado comer peixe e ver o mar. Nada melhor do que experimentar”. 

tags: Avenida José Mourinho, Baía do Sado, canjinha de garoupa, choco frito, robalo

localização, contactos e horários

morada
  • Baía do Sado [ver mapa]
    Avenida José Mourinho, 46
    2900-558 Setúbal
horários
  • Segunda a domingo
  • Das: 12:00
  • Às: 22:30

ficha técnica

intervalo de valores
Entre 10€ e 20€
wifi disponível?
Sim
aceita reservas?
Sim
permite fumadores?
Sim
vista panorâmica?
Sim
esplanada?
Sim