comida

Apá, olhó choque frrite: vem aí a semana gastronómica dedicada ao famoso molusco

A Semana do Choco decorre de 5 a 14 de abril, em 50 restaurantes do concelho. Há ainda oficinas pedagógicas.
Vão existir novidades.

Há quem o trate por “tu” e o conheça do bico aos tentáculos, mas há também quem respeite e saiba a importância que o choco tem para a comunidade setubalense e como representa a gastronomia da região. A fama é tal que muitos fazem viagens de centenas de quilómetros só para provar este prato típico, que estará em destaque de 5 a 14 de abril.

Está a chegar a semana gastronómica do choco setubalense, cujo objetivo é, além de apresentar o prato na sua forma mais tradicional, inovar e criar novos sabores e formas de confeção. A Semana do Choco, organizada pelo Município de Setúbal e integrada num ciclo gastronómico no âmbito da marca “Setúbal, Terra de Peixe”, de promoção dos produtos regionais e que, em simultâneo, estimula a restauração local, conta com três iniciativas abertas ao público, como explica a autarquia.

“Favada de choco, na Casa do Peixe, risotto nero de choco, no Bistro & Tapas, choquinhos do rio fritos, n’O Douradinho, nigiri de choco, no Omotenashi, pica-pau de choco, no Pinga Amor 2, e caril de choco, na Tasca da Avenida, são algumas das propostas nas ementas da restauração setubalense”.

No dia 6, às 11 horas, na Praça de Bocage, realiza-se a iniciativa “Choco BFF”, uma surpresa preparada pela Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, enquanto a 13, às 15h30, a Biblioteca recebe a oficina pedagógica “O choco e o seu ciclo de vida”, com inscrições gratuitas, até dia 11, através do preenchimento de um formulário.

Já no dia 14, às 17 horas, na Quinta de Alcube, há uma nova sessão do ciclo “Encontros Prováveis”, com o chef Luís Alves, acompanhada de vinho daquela adega. As inscrições já estão esgotadas para este evento.

A Semana do Choco — depois da Semana dos Bivalves — organizada com os apoios da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, da Quinta de Alcube, da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e da Gertal, conta nesta edição com a adesão de 50 restaurantes.

Da lista fazem parte A Casa do Peixe, Adega do Zé, Adega dos Garrafões, Alface Filha, Antóniu’s, Bistro & Tapas, Cais 56, Casa Lagarto, Casa Morena, Charroco, Churrasquinho das Praias do Sado, Copa D’Ouro, Decor & Salteado, Estrela do Sado, Florida, Leo do Choco Frito, Mar Azul 2, Martroia, Novo 10 e Novo Capote.

Novo Lídia, O Alface, O Batareo, O Bote, O Convés, O Dias Marisqueira, O Douradinho, O Jacques, O Migas, O Pescador II, O Praxedes, O Ramila, O Saveiro, O Sonho, O Tavira, Oficina do Peixe, Omotenashi, Parreirinha do Sado, Peixe no Largo, Petisqueira do Manel e Pinga Amor 2 também aderiram à iniciativa.

A Semana do Choco conta ainda com o envolvimento da Rebarca, Restaurante Ó Manel, Restinguinha, Rio Azul Marisqueira, Solar do Marquês, Tasca da Avenida, Tasca do Duca, Tasca do Toninho, Tasca do Xico da Cana, Tasca Kefish, Terraço do Mercado, Velho Lídia, Verde e Branco e Xtória.

MAIS HISTÓRIAS DE SETÚBAL

AGENDA