comida

12 erros que nunca deve cometer quando vai a um restaurante

A pandemia trouxe novos hábitos quando se janta ou almoça fora, mas há quem continue a cometer erros que podem ser evitados.
Siga estas regras.

Chega a um restaurante de máscara posta. Senta-se, tira a máscara, e onde a coloca? Se a deixa em cima da mesa, deve pensar duas vezes. Convém sempre guardá-la num saco e depois no bolso ou na carteira. Tudo para a resguardar já que vai ter de usá-la mais tarde. Este é um dos erros que devem ser evitados quando vai jantar ou almoçar fora.

A pandemia trouxe um conjunto de novos hábitos que, por vezes, até passam despercebidos ou nem temos o devido cuidado em fazê-los. A máscara passou a ser obrigatória em vários locais. Ainda assim há quem se esqueça de colocá-la quando vai à casa de banho ou sai do restaurante depois de pagar a conta.

Outra das recomendações do site americano “Eat This, Not That” é procurar os lugares do exterior. Os restaurantes estão a apostar em esplanadas e é nelas que deve preferencialmente fazer a sua refeição. No interior há sempre o ar condicionado que não é muito aconselhado nesta altura de pandemia.

Saiba então quais são os 12 erros que deve evitar quando vai jantar ou almoçar fora.

1. Deixar a máscara em cima da mesa

Assim que chegar à mesa para fazer a refeição pode tirar a máscara. Deve sempre arranjar um espaço para a guardar que não seja em cima da mesa. O ideal é ter um saco para a guardar, tanto na mala ou no bolso, que fica mais protegida e em condições para ser usada mais tarde.

2. Não usar gel desinfetante

O ideal é sempre lavar as mãos com água e sabão e só depois passar por uma solução alcoólica. Logo à entrada dos restaurantes, existem estes pontos para as desinfetar. Também pode usar uma solução própria, mas sempre com uma elevada percentagem de álcool. Quando começar a comer e antes de tocar nas ementas e noutros elementos do restaurante, convém também lavar as mãos.

3. Usar as mãos para comer

Mesmo que tenha todo o cuidado em lavar e desinfetar as mãos é sempre mais seguro usar uma faca e um garfo durante as refeições. Pode, sem querer, tocar em alguma coisa depois de as ter limpo, e assim tem a certeza de que está a comer em segurança.

4. Ficar demasiado tempo no restaurante

Quanto mais tempo ficar num restaurante, maior é o risco de ser contagiado. Estamos num altura de pandemia e apesar de poder sair e ir a restaurantes, não convém fazer refeições muito longas. Noutros países existem mesmo espaços que controlam o tempo que os clientes ficam sentados.

5. Não usar máscara quando circula no restaurante

É obrigatório e os espaços têm a indicação à porta referente à utilização. Só mesmo quando se senta é que a pode retirar. Nas idas à casa de banho e até ao exterior deve sempre usar máscara. Há muitas pessoas que se esquecem, mas é um hábito que veio para ficar.

6. Ficar sentado ao pé do ar condicionado

Estes aparelhos fazem com que o ar circule dentro do ambiente e podem fazer com que as partículas passem de um lado para o outro do restaurante. O ideal é ficar sentado perto das janelas, ou então optar por lugares no exterior.

As bebidas não devem ser partilhadas.

7. Partilhar bebidas

É comum em alguns restaurantes existirem bebidas em copos de balão com várias palhinhas para que sejam partilhadas pelos clientes na mesa. Ainda assim, tal como os comprimentos são diferentes, também este hábito deve ser abolido nestes tempos. Há sempre partículas deixadas na palhinha que se espalham pela bebida.

8. Ficar no interior e não escolher a esplanada

Pode estar mais calor por estes dias nas esplanadas, mas são mesmo a melhor opção para uma refeição, precisamente por serem espaços mais arejados. No interior, pode sempre haver o ar condicionado, que não é algo que seja recomendado por esta altura. O melhor é reservar o lugar ao ar livre. Os restaurantes têm apostado nestes espaços.

Deve optar pelas esplanadas.

9. Usar dinheiro

Foi uma das primeiras medidas que muitas pessoas começaram a adotar: pagar com cartões. Há quem diga que é mesmo o futuro:  deixar de usar dinheiro físico. Pode ter estado em contacto com várias mãos, apesar de alguns estudos recentes afirmarem que o vírus não sobrevive muito tempo nestas superfícies. Ainda assim, havendo forma de evitar, é sempre preferível.

10. Fazer fila à porta do restaurante

O ideal é fazer reserva nos restaurantes e há muitos onde passou a ser mesmo obrigatório. Aparecer e esperar à porta pode muitas vezes fazer com que seja difícil manter a distância social entre quem já está à espera. Se não houver marcas no chão, tente afastar-se um metro e meio dos outros clientes.

Deve preferir o pagamento com cartões.

11. Deixar o telemóvel em cima da mesa

Tal como a máscara, o ideal é guardar o telemóvel para não ter a tendência de estar constantemente a mexer nele. Assim, consegue garantir que por ali não terá nenhuma gotícula indesejada. Isso pode acontecer porque tocou na carta ou mexeu na cadeira. A desinfecção, mais uma vez, deve ser a prioridade.

12. Usar o sal, pimenta e molhos

Há quem os tenha em formato individual, que é o mais indicado. Vários restaurantes têm os galheteiros e outros temperos em formato maior que são partilhados por demasiados clientes. Devem ser limpos a cada utilização, mas nem sempre os empregados o fazem. Por isso, o melhor é mesmo evitar estes objetos.

tags: coronavírus, Covid-19, erros, pandemia, Restaurantes

outros artigos de comida

mais histórias de Setúbal